Fórmula E

Sette Câmara na Fórmula E, parece uma boa…

29/07/2020

Sette Câmara na Fórmula E, parece uma boa…

Sérgio Sette Câmara vai pilotar o carro #6 da equipe GEOX Dragon nas últimas seis corridas da temporada 2020 do Mundial da Fórmula E. De forma inédita na história da categoria as seis corridas faltantes serão disputadas entre os dias 5 e 13 de agosto no Circuito de Tempelhof, em Berlim – Alemanha. Uma rodada tripla que decidirá o campeonato.

Foram definidos três layouts de circuito para os ePrixs. As primeiras duas corridas serão no traçado já tradicional de Tempelhof, usado pela F-E desde 2017. As duas provas sequentes acontecerão no mesmo layout, mas com a direção invertida. As disputas derradeiras terão lugar numa versão estendida da trajetória.

Com apenas 22 anos Sérgio será o piloto mais jovem da temporada e fará sua estreia no campeonato totalmente elétrico com a equipe americana de Jay Penske. Esta primeira participação de Sette Câmara como titular na Fórmula E segue um impressionante resultado nos testes de novatos em Marrakesh, realizados no último mês de março, quando ele ficou em segundo lugar geral após um dia de trabalho de desenvolvimento.

Após três finais de semana no paddock da F1, quando desempenhou a sua função de piloto reserva das equipes Red Bull Racing e Alpha Tauri, Sérgio nos próximos dias estará na sede da equipe Dragon, em Silverstone – Inglaterra.

Por lá ele seguirá o seu desenvolvimento do modelo PENSKE EV-4 no simulador do time, assim como, fará a sua preparação pessoal para os desafios de uma categoria completamente nova para ele.

Não deixa de ser uma oportunidade para o brasileiro se fixar numas da categoria fórmula do automobilismo mundial. A F-E, diante progresso e da multiplicação de vendas dos carros de rua elétricos, cada vez mais faz sentido nos esportes a motor.

Rogério Elias, jornalista, fundador ao Amigos da Velocidade ao lado de Téo José, comentarista de Esportes a Motor, professor de jornalismo e palestrante. @RogerioElias.

COMPARTILHE:

Jornalista. Abril, UOL, Yahoo, Estadão, Correio Paulistano.
Comentários