Carros Carros Elétricos Indústria Tecnologia

Tesla corta preço de seus carros… bom ou não?

27/05/2020

Tesla corta preço de seus carros… bom ou não?

Amigos, o adágio mais popular da famosa Lei de Murphy, resumidamente, é “se algo pode dar errado, dará”. Neste período de quarentena por conta da gravíssima pandemia de coronavírus, com previsões pessimistas para a humanidade, principalmente na economia, somos levados à uma certa depressão. E com esse quadro podemos, sim, evocar a Lei de Clark, menos famosa, mas cujo principal anexim diz: “Murphy era otimista”.

Nada disso. A humanidade é pródiga em resolver seus problemas. E será questão de tempo para nos acostumarmos a viver em uma nova realidade.

TESLA

Notem, consequências da Covid-19 podem ser verificadas na decisão da Tesla (montadora de carros elétricos) de abaixar o preço de seus modelos. A medida é válida, por enquanto, na América do Norte e China. Os veículos da empresa estão em média 6% mais baratos.

Parece que algo deu certo neste “inferno viral”. Então, Murphy e Clark não estavam absolutamente certos.

O Model S da Tesla passou a custar US$ 74.990 (era $ 79.990). Já o Model X passou para US$ 79.990 (era $ 84.990). O Model 3 agora custa 37.990 – uma redução de 2 mil dólares. Mas coça-me um arremate que seria feito por Murphy com certeza: as pessoas têm menos dinheiro agora.

Verdade. Insisto em tentar contrariar o código murphyano ou clarkista, todavia não é fácil se de desenrolar dessa lógica.

AMBIENTE

Bem, carros elétricos mais baratos são um bálsamo na luta pelo equilíbrio ambiental. O mundo, a civilização, tem muito a fazer para cumprir as metas estabelecidas globalmente para diminuir o impacto das atividades humanas em nosso planeta.

Um fato da pandemia relativo à indústria automobilística: as vendas, em nível global, de qualquer montadora, de carros convencionais ou de propulsão alternativa, caíram freneticamente. Alguns países apresentaram relatórios com um tombo sólido de 97%.

FATORES PARA A COMPRA

Importante saber que a Tesla resolveu quebrar a quarentena na Califórnia, onde sua principal planta industrial está instalada nos EUA. isto mesmo contra as medidas estaduais em vigor e o bom senso exortado pelos cientistas ao redor do planeta.

Elon Musk, CEO da Tesla Motors, dias depois, ainda intimou as autoridades californianas ao afirmar que poderia transferir a sede de sua companhia para o Texas ou Nevada caso continuassem com a insistência de proibir a reabertura da fábrica.

Vejam, estas informações também têm peso na decisão de compra.

COMPARTILHE:

Jornalista. Abril, UOL, Yahoo, Estadão, Correio Paulistano.
Comentários