Automobilismo F1 Velocidade

A última vitória da Ferrari no Japão foi com… Schumacher

03/10/2018

A última vitória da Ferrari no Japão foi com… Schumacher

Na última vez que a Ferrari venceu o GP do Japão de F1, a equipe Mercedes – hoje dominante na categoria – não era sequer um rascunho de projeto na cabeça de seus idealizadores (mas, looonge disso!). Essa vitória aconteceu na temporada de 2004 com o genial Michael Schumacher ao volante do chassi F2004 053 V10. Aliás, vale lembrar, que o time de Maranello conquistou nada menos do que 15 vitórias (em 18 GPs) no campeonato daquele ano. Foram 13 vitórias de Schumacher e outras duas de Rubens Barrichello. E subiram ao pódio em todas as corridas.

É possível que a Ferrari quebre esse tabu de catorze anos e vença a etapa de Suzuka em 2018? Claro. Corridas são corridas. E as estatísticas não configuram o carro e nem vão para a pista.

Mas, numa projeção simplória e sem mais pretensões: o momento do campeonato desse ano está com a Mercedes e com Lewis Hamilton. O piloto inglês, a cada prova, parece mais determinado a conquistar o pentacampeonato. E com 50 pontos de vantagem na tabela de classificação, Lewis desembarca em solo nipônico com menos pressão por resultado. Óbvio. Então, ele pode até arriscar mais na pista. Certamente, não o fará. Porém, nas últimas quatro corridas, o britânico conquistou três vitórias.

Já Sebastian Vettel, da Ferrari, chega por lá sabendo que precisa do melhor resultado na pista e torcendo para que Hamilton tenha um jornada ruim. O psicológico é diferente para cada piloto. E, sabemos, que o mental define detalhes importantes numa competição de alto nível. Vettel, é fato, já ganhou quatro GPs no Japão — todos com aquele foguete desenhado por Adrian Newey para a Red Bull.

A volta mais rápida em Suzuka é uma marca de Kimi Räikkönen conquistada com um McLaren/MERCEDES (notem) em 2005. A pole position no ano passado foi de Lewis Hamilton, de MERCEDES.  A vitória também foi de Hamilton em 2017. A volta mais rápida no ano passado foi de Valteri Bottas — companheiro do inglês. E Vettel? O alemão abandonou na volta 4.

Faltam cinco corridas para o final da temporada. A Ferrari briga para que, ao final do GP do Japão, restem quatro etapas. E a Mercedes lutará para, após receber a bandeira quadriculada em Suzuka, que Hamilton tenha apenas mais duas provas a disputar.

A ver.

Por Rogério Elias (@RogerioElias)

COMPARTILHE:

Jornalista. Abril, UOL, Yahoo, Estadão, Correio Paulistano.
Comentários