F1 Velocidade

Silverstone merece receber o GP 1000 na história da Fórmula 1

05/07/2018

Silverstone merece receber o GP 1000 na história da Fórmula 1

Aquele sentimento de frustração ainda é vívido, mesmo com quase trinta anos passados. Amante dos esportes e da história, de uma forma geral, eu realmente acreditava, lá pelo início de 1990, que os Jogos Olímpicos de 96 aconteceriam na Grécia. Ora, a escolha perfeita já que assim se comemoraria, no solo onde tudo nasceu (e nasceu há milênios), os cem anos das chamadas Olimpíadas modernas. Nada disso. Esportivamente e historicamente, o projeto dos gregos foi rejeitado e a cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, recebeu a edição antológica. Essas decisões, claro, passam por discussões que estão muito longe, muito mesmo, do bem senso. Sabemos bem. A corrupção, a propina e a política na maioria das vezes move os dirigentes esportivos.

GP 1000

Gostaria que o milésimo GP da história da Fórmula 1 acontecesse em Silverstone, na Inglaterra, onde tudo começou oficialmente no dia 13 de maio de 1950. A milésima corrida acontecerá em 2019, em princípio no circuito de Xangai – na China. Para que Silverstone receba a prova é necessário uma mudança no calendário, colocando o GP da Grã-Bretanha em abril e, normalmente, este acontece em julho, no verão europeu.

Em maio passado, as conversas sobre essa mudança estavam aquecidas. Mas esfriaram bastante nas últimas semanas. Muitos consideram que o novo planejamento logístico para isso não vale a pena. Outros ponderam que no mês de abril, lá no Reino Unido, chove muito e isso poderia prejudicar o evento.  Mais alguns dizem que correr essa prova na China, um mercado importante e em crescimento, seria o ideal. Todos argumentos válidos e compreensíveis. Mas, pondero eu, uma corrida 1000 em Silverstone -para os fãs – fortifica os laços com a F1.

Histórico

O autódromo está localizado na cidade de Silverstone, a 120 quilômetros de Londres e a 32 quilômetros de Oxford. A pista foi montada num antigo campo de pouso da RAF (Royal Air Force) e muito utilizado durante a Segunda Guerra Mundial.  Esta área do aeroporto, ocupada em parte por plantações e criação de porcos, foi alugada pelo Automóvel Clube Real (Real Automobile Club) em 1948 e, em dois meses, transformada no circuito.

No mesmo ano de 1948 aconteceu a primeira corrida por lá com 23 carros no grid. No ano seguinte, outra prova importante aconteceu (já numa prévia da F1) com o lendário Alberto Ascari ganhando ainda na chamada era do Grand Prix. Em maio de 1950, como já dissemos, Silverstone inaugurou o campeonato daquela que se tornou a maior categoria de esportes a motor do mundo. E, a partir de 1951, mudanças tornaram a pista num circuito permanente.

Históricos

Juan Manuel Fangio venceu em Silverstone. Jim Clark venceu na pista. Jackie Stewart, James Hunt, Alain Prost, Michael Schumacher, Sebastian Vettel, Fernando Alonso, Lewis Hamilton para citar alguns pilotos. Entre os brasileiros: Emerson Fittipaldi ganhou no ‘sagrado’ traçado. Assim como o’sagrado’ Ayrton Senna e o ótimo Rubens Barrichello. São pilotos e vitórias que nos aproximaram mais do esporte a motor.

Gostaria que o milésimo GP da história da Fórmula 1 acontecesse em Silverstone, na Inglaterra. Mas não sei se vai acontecer.

2018

O fato é que nesta sexta-feira, dia 6 de julho, começa a edição 2018 do Grande Prêmio da Grã-Bretanha em Silverstone. O piloto Lewis Hamilton tenta sua quinta vitória consecutiva na prova e a sexta ao longo da carreira. Algo histórico porque Hamilton superará (ou já superou) Jim Clark – que tem quatro vitórias seguidas e cinco ao todo, mas nem todas em Silverstone.

Avante Hamilton! Faça história!

Por Rogério Elias (@RogerioElias)

COMPARTILHE:

Jornalista. Abril, UOL, Yahoo, Estadão, Correio Paulistano.
Comentários