Fórmula E

A Fórmula E coloca novamente a Suíça na rota do automobilismo

05/06/2018

A Fórmula E coloca novamente a Suíça na rota do automobilismo

A tragédia de Le Mans, em 1955, fez o governo suíço tomar uma decisão dura e radical: proibir a realização de corridas automobilísticas no pais por tempo indeterminado. E coloque-se tempo nisso. O desastre nas 24 Horas de Le Mans, para quem não se lembra, matou 84 espectadores e mais o piloto Pierre Levegh. Os suíços ficaram horrorizados e praticamente desistiram dos esportes a motor. Horrorizados, também, ficaram os dirigentes da Mercedes que retiraram a marca das competições – para a F1 só retornaram em 2010.

E por falar em F1, o antigo circuito de suíço Bremgarten, com seus mais de 7 quilômetros de extensão, recebeu oito provas de categorias de altíssimo nível. Foram três, entre 1947 e 1949, na era Grand Prix. E outras cinco corridas, nos primórdios da Fórmula 1, entre 1950 e 1954. Juan Manuel Fangio, Alberto Ascari e Giuseppe Farina foram alguns dos vencedores na pista.

Voltando ao tempo indeterminado, longo, este ficou determinado. Desde o ano passado, a cidade de Zurich está agendada no calendário da Fórmula E. Uma mudança na radical lei abriu brecha para os carros elétricos. A prova acontecerá neste domingo (10). A pista tem 2,46 quilômetros de extensão, 11 curvas e tem como base a cidade histórica. A linha de chegada será no caís de Enge.

Zurich além da Velocidade

É uma cidade cosmopolita que combina vida urbana com natureza em todo seu esplendor. Repleta de atividades – tanto de dia quanto à noite com seus inúmeros eventos, diversos museus, festival de gastronomia regional e a vida noturna mais vibrante da Suíça. E se você está descansando e relaxando, pode chegar nas badaladas montanhas em menos de uma hora de viagem.

Zurich é centro da vida econômica e educacional suíça. Localizada no coração da Europa, a cidade oferece todas as comodidades modernas de uma metrópole sem sacrificar o seu lado natural. Está entre as principais cidades do mundo em termos de qualidade de vida.

Era um próspero centro de comércio no início da Idade Média. A Reforma de 1519 deu à economia um impulso tão grande que a cidade rapidamente se tornou o centro financeiro do país. Isso permaneceu inalterado até os dias atuais e é por isso que você encontrará o Swiss National Bank em Zurique, juntamente com a mundialmente famosa Bahnhofstrasse, uma das mais luxuosas ruas de compras da região.

Os habitantes adoram iguarias sofisticadas de todo o mundo. Eles fazem o máximo para abraçar as tendências imediatamente – com criatividade e prazer. Zurich tem um dos maiores números de restaurantes com estrelas Michelin por habitante na Europa.

Na pista

Zurich receberá a ante-penúltima prova da temporada 2017/2018 da Fórmula E. O campeonato de pilotos tem Jean-Eric Vergne na liderança com 162 pontos ganhos. Sam Bird, o vice-líder na classificação geral, com 122 pontos, ainda sonha com a conquista do título. Mas as chances são poucas.

Destaque para o brasileiro Lucas Di Grassi, atual campeão da FE, que tenta sua primeira vitória nessa temporada mas, por outro lado, vem numa sequência de 4 pódios consecutivos e com possibilidades claros de conquistar mais um. Outro destaque deverá ser Felipe Massa, que assinou com a Venturi para o próximo campeonato (18/19) e deve acompanhar a corrida nas ruas suíças.

Por Rogério Elias (@RogerioElias)

COMPARTILHE:

Jornalista. Abril, UOL, Yahoo, Estadão, Correio Paulistano.
Comentários