Rally

“De volta às origens” no Rally dos Sertões 2018

14/05/2018

“De volta às origens” no Rally dos Sertões 2018

Confesso que a aventura implícita na palavra Rally me fascina. A liberdade derivada do sacrifício. As paisagens conectadas com o cansaço. A satisfação de cada dia, de cada hora e de cada minuto.  A natureza enchendo meus pulmões, minha mente e minha alma. Se existe um esporte, ainda mais um esporte a motor, que nos garante essa explosão de sensações, este é o rally. Ainda mais um Rally como o dos Sertões. Ou, então, o gigantesco Dakar – que foi um desafio de vida e morte por muito tempo.

Na semana passada, o roteiro da 26ª edição do Rally dos Sertões foi oficialmente divulgado. O maior rali do país e um dos maiores do mundo começa no dia 18 de agosto em Goiânia (GO) e percorrerá mais de 3.600 quilômetros, passando por quatro estados – Goiás, Bahia, Piauí e Ceará -, para ver a bandeira quadriculada em Fortaleza (CE), no dia 25 de agosto. Aventura garantida para os competidores.

“Optamos por um traçado mais técnico e difícil. Acho que iremos superar a edição do ano passado não só pelo nível das especiais, mas também pelo cansaço e determinação dos pilotos em chegar às cidades-dormitório”, ressalta Marcos Moares, diretor-geral da Dunas Race e organizador da disputa, lembrando que em 2018 os deslocamentos entre os trechos estão bem maiores.

“Este rali está entre os três melhores que já fizemos, entre todas as edições do Sertões”, aponta Du Sachs, diretor técnico da prova e responsável pelo levantamento do roteiro. “Todos os dias os pilotos e navegadores encontrarão uma dificuldade diferente e específica, então não vai ter dia de moleza”, afirma. “Nem mesmo no último dia de rali, porque será uma especial de 200 quilômetros que poderá mudar tudo se o piloto não tiver cabeça: ela vai dar muito trabalho e será necessário muito cuidado”, ressalta.

Domingo (19/08)
1ª Etapa
Goiânia (GO) – Formosa (GO)

Deslocamento Inicial – 250 km
Trecho Especial (Cronometrado) – 300 km
Deslocamento Final – 170 km
Total do dia: 690 km

Segunda (20/08)
2ª Etapa
Formosa (GO) – Posse (GO)

Deslocamento Inicial – 29 km
Trecho Especial (Cronometrado) – 307 km
Deslocamento Final – 50 km
Total do dia: 386 km

Terça (21/08)
3ª Etapa
Posse (GO) – Luís Eduardo Magalhães (BA)

Deslocamento Inicial – 24 km
Trecho Especial (Cronometrado) – 255 km
Deslocamento Final – 71 km
Total do dia: 350 km

Quarta (22/08)
4ª Etapa
Luís Eduardo Magalhães (BA) – Barra (BA)

Deslocamento Inicial – 123km
Trecho Especial (Cronometrado) – 355 km
Deslocamento Final – 0
Total do dia: 478 km

Quinta (23/08)
5ª Etapa
Barra (BA) – São Raimundo Nonato (PI)

Deslocamento Inicial – 0km
Trecho Especial (Cronometrado) – 400 km
Deslocamento Final – 46km
Total do dia: 446 km

Sexta (24/08)
6ª Etapa
São Raimundo Nonato (PI) – Juazeiro do Norte (CE)

Deslocamento Inicial – 39 km
Trecho Especial (Cronometrado) – 226 km
Deslocamento Final – 338 km
Total do dia: 603 km

Sábado (25/08)
7ª Etapa
Juazeiro do Norte (CE) – Fortaleza (CE)

Deslocamento Inicial – 166 km
Trecho Especial (Cronometrado) – 200 km
Deslocamento Final – 288 km
Total do dia: 654 km

Total geral: 3607 km

COMPARTILHE:

Jornalista. Abril, UOL, Yahoo, Estadão, Correio Paulistano.
Comentários